• Livro "Debaixo de Suas asas" de John

Aprendendo sobre obediência - parte 1


Mateus 8: 7 -10

7 E Jesus lhe disse: Eu irei, e lhe darei saúde.

8 E o centurião, respondendo, disse: Senhor, não sou digno de que entres debaixo do meu telhado, mas dize somente uma palavra, e o meu criado há de sarar.

9 Pois também eu sou homem sob autoridade, e tenho soldados às minhas ordens; e digo a este: Vai, e ele vai; e a outro: Vem, e ele vem; e ao meu criado: Faze isto, e ele o faz.

10 E maravilhou-se Jesus, ouvindo isto, e disse aos que o seguiam: Em verdade vos digo que nem mesmo em Israel encontrei tanta fé.

Autoridade, obediência e fé são inseparáveis no Reino dos Céus, porque obediência é evidência da fé verdadeira.

São muitas as conseqüências da desobediência, algumas imediatas e outras mais tarde, mas de fato sempre produzem resultados devastadores. Jesus disse: “conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”. Sem conhecer a verdade de Deus também não somos libertos, pois o inimigo atua astutamente. Efésios 6:11 menciona: “Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo.” Muitas pessoas indagam se as conseqüências da desobediência são de fato tão graves e convivem com o pecado de uma forma amistosa, perdem o temor do Senhor e a obediência se torna opcional, de acordo com seus interesses pessoais e na maioria das vezes carnais. O fruto da desobediência, conforme nos mostras as escrituras é a morte.

Podemos aprender com os filhos de Adão. Caim era agricultor, seu irmão Abel era pastor. As escrituras nos dizem que num tempo determinado Caim trouxe sua oferta a Deus. Cabe notar que no Édem não havia até então ofertas ao Senhor, entendo que por andarem com Deus e não terem pecado a oferta ou sacrifício não era requerido. A Bíblia diz que: “Atentou o Senhor para Abel e para a sua oferta, mas para Caim e para sua oferta não atentou.” Gênesis 4: 4 e 5 Aquele expressão, Deus te aceita do jeito que você está, é de fato no mínimo questionável. Não é de qualquer forma que temos acesso a Deus, alias o próprio Senhor Jesus Cristo apresentou-se como um cordeiro sem mácula diante de Deus, dando o seu corpo pelo pecado de todos. Poderíamos nos apresentar de qualquer forma perante Deus?

A doutrina da aceitação incondicional revela-se incorreta, pois retira o temor ao Senhor do coração do homem, que é o princípio da sabedoria. Em Êxodo 20:20 Moisés fala ao povo : “...e para que o seu temor esteja diante de vós, para que não pequeis.”

Voltando a Caim, a Palavra nos mostra alguém que foi lavrador da terra, dedicado ao cultivo da terra, sem dúvida não um trabalho fácil e fazendo assim estava dentro do que Deus tinha determinado como ocupação principal “lavrar a terra” (Gênesis 3:23). Assim Caim trouxe a Deus como oferta o fruto do seu trabalho, o fruto da terra, mas Deus não atentou para Caim e para sua oferta (Gênesis 4:5). Por que Deus não atentou para Caim e sua oferta?Eis uma grande interrogação, no que Caim teria errado, não agradando a Deus e nem sendo por Ele aceito?

Na criação do Senhor tudo tem um designo. No terceiro dia Deus disse: “Produza a terra erva verde, erva que dê semente, árvore frutífera que dê fruto segundo a sua espécie, cuja semente esteja nela sobre a terra. E assim foi.” Gênesis 1:11 . A erva, as árvores, ou seja, os vegetais foram formados com um designo, servir ao homem como alimento. São princípios do Senhor que não se alteram. No jardim toda a criatura possui uma “cobertura”, o animal tem pelo, os peixes tem escamas, a ave tem penas. Adão e Eva não são exceções, eles não tinham a cobertura física ou roupas, mas eram coroados pela glória de Deus “de glória e de honra os coroaste” Salmo 8:5. A palavra coroado significa “circundar ou envolver”. Elas estavam envolvidas pela glória de Deus, estavam cobertos, assim cobriam sua nudez, assim as escrituras falam “E ambos estavam nus, o homem e sua mulher, e não se envergonhavam.” Gênesis 2: 5.

Mas após a queda tudo mudou. Adão de imediato viu-se nu e providenciou uma cobertura de folhas para si. Esta cobertura não foi adequada e o próprio Deus providenciou túnicas para o homem e sua mulher com peles e os vestiu (Gênesis 3:21).

Antes da queda suas vidas eram governadas pelo conhecimento de Deus, eram motivados pelo senso de obediência em confiança e amor (como um pai guiando seu filho criança). O certo e o errado não estavam em suas mentes, eram dirigidos pelo Senhor. Adão e Eva viviam completamente cientes da presença de Deus, o qual era sua única fonte (Aba=fonte). Ao comerem do fruto encontraram a fonte de conhecimento do bem e do mal fora de Deus, podemos ver isto na pergunta de Deus: “quem de mostrou que estavas nu?” Gênesis 3:11 . Não era que Deus não soubesse, mas Ele estava conduzindo ao ponto que queria comunicar, ou seja, a outra fonte (conhecimento do bem e do mal).

Imediatamente após o pecado cobriram sua nudez, mas de forma errada, com folhas da árvore da terra. Mesmo após terem se coberto se sentiram ainda nus. Eles tentaram fazer o que era certo perante os seus olhos, a partir do senso que tinham de certo e errado, segundo sei próprio julgamento e não o do Senhor.

A cobertura de folhas não era a cobertura de Deus. O Senhor demonstrou uma cobertura aceitável imolando um animal “inocente” e cobrindo Adão e Eva com a pele do mesmo. Esta era à maneira de Deus e não a que veio do fruto da terra. Adão e Eva eram ignorantes sobre esta situação, mas Caim e Abel provavelmente não o fossem.

Quando Caim trouxe sua oferta do fruto da terra, novamente estava trazendo algo não aceitável para Deus, ele estava servindo de sua própria forma e não da forma correta. Caim estava vagando ao redor de seu próprio entendimento e não da forma que Deus aceitasse.

O Novo Testamento compara a obediência de Abel com a fé (Hebreus 11:4), a fé encontrada na obediência ao Senhor. Diferente é quando Adão e Eva desobedeceram e Caim também agiu em desobediência apresentando sua própria justiça (Oferta).

Gênesis 4: 5 a 7 nos revela uma situação de escolha, entre se humilhar diante do Senhor ou se exaltar. A Palavra mostra que Caim se irou e seu semblante descaiu. Certamente o Senhor buscava que Caim se se arrepende, mas dependia de uma decisão sua. Temos que saber que Deus não vai tomar as nossas decisões. (Exemplo da fumante). A reação de Caim é clássica de uma pessoa religiosa, que quer fazer o que lhe parece melhor, a ira alimenta o orgulho e o orgulho rejeita a vontade de Deus. “Se bem fizeres não haverá aceitação para ti, e se não fizeres bem, o pecado jaz a tua porta.”

#Artigos

115 visualizações

Av. José Loureiro da Silva, nº 787

Carvalho Bastos  |  Camaquã  |  RS

+55  51  3671  5658

© 2019 Associação Comunidade Cristã de Camaquã