• Pr Luiz Stifft

Pão do Céu - Torrentes de Água

Depois disto, o homem me fez voltar à entrada do templo, e eis que saíam águas de debaixo do limiar do templo, para o oriente; porque a face da casa dava para o oriente, e as águas vinham de baixo, do lado direito da casa, do lado sul do altar.

Ele me levou pela porta do norte e me fez dar uma volta por fora, até à porta exterior, que olha para o oriente; e eis que corriam as águas ao lado direito.

Saiu aquele homem para o oriente, tendo na mão um cordel de medir; mediu mil côvados e me fez passar pelas águas, águas que me davam pelos tornozelos.

Mediu mais mil e me fez passar pelas águas, águas que me davam pelos joelhos; mediu mais mil e me fez passar pelas águas, águas que me davam pelos lombos.

Mediu ainda outros mil, e era já um rio que eu não podia atravessar, porque as águas tinham crescido, águas que se deviam passar a nado, rio pelo qual não se podia passar.

E me disse: Viste isto, filho do homem? Então, me levou e me tornou a trazer à margem do rio.

Tendo eu voltado, eis que à margem do rio havia grande abundância de árvores, de um e de outro lado.

Então, me disse: Estas águas saem para a região oriental, e descem à campina, e entram no mar Morto, cujas águas ficarão saudáveis.

Toda criatura vivente que vive em enxames viverá por onde quer que passe este rio, e haverá muitíssimo peixe, e, aonde chegarem estas águas, tornarão saudáveis as do mar, e tudo viverá por onde quer que passe este rio.

Junto a ele se acharão pescadores; desde En-Gedi até En-Eglaim haverá lugar para se estenderem redes; o seu peixe, segundo as suas espécies, será como o peixe do mar Grande, em multidão excessiva.

Mas os seus charcos e os seus pântanos não serão feitos saudáveis; serão deixados para o sal.

Junto ao rio, às ribanceiras, de um e de outro lado, nascerá toda sorte de árvore que dá fruto para se comer; não fenecerá a sua folha, nem faltará o seu fruto; nos seus meses, produzirá novos frutos, porque as suas águas saem do santuário; o seu fruto servirá de alimento, e a sua folha, de remédio. (Ezequiel 47:1-12)


Torrente é um curso de água rápido e impetuoso. De um filete se transforma em pouco tempo em um rio. Águas que vem de cima em quantidade.

Estamos vivendo a última medição. Das águas profundas, de se deixar levar pela força do rio, lugar em que naturalmente não podemos passar. O Senhor quer que venhamos a mergulhar, sair do natural, nos deixar conduzir pelo Espírito Santo. O resultado é inesperado. A natureza restaurada, abundância de sal, árvores com frutos para alimento e folhas para remédio.

Considerando que a terra era seca, aconteceu um verdadeiro milagre. Quem sabe tua vida está seca? Precisando de um milagre, uma mudança. Medite e se ponha como personagem, seja conduzido pela Palavra e o Espírito Santo.


Av. José Loureiro da Silva, nº 787

Carvalho Bastos  |  Camaquã  |  RS

+55  51  3671  5658

© 2019 Associação Comunidade Cristã de Camaquã